sábado, 4 de dezembro de 2010 | | By: BestOfFutebol

Antevisão Porto - Setubal

André Villas-Boas já esqueceu a vitória em Viena. A sua concentração já está totalmente focalizada no confronto de segunda-feira frente ao V. Setúbal no Dragão. E já avisou os seus jogadores que pela frente vão ter uma equipa que pratica “um futebol direto, agressivo, longo e com profundidade”.

“O Vitória de Setúbal vem de uma série infeliz em termos de resultados, apesar do triunfo na Madeira para a Taça de Portugal, mas é uma equipa muito competitiva”, reconheceu André Villas-Boas, considerando ainda que a formação liderada por Manuel Fernandes “foi infeliz” frente à Académica, equipa que considera, para já, a revelação da época.

O treinador portista refere mesmo que conquistando três pontos, a equipa sadina pode saltar para o meio da tabela classificativa da Liga. Mas não pretende que tal aconteça no Dragão. Villas-Boas pretende continuar a somar vitórias, manter a invencibilidade e materializar o objectivo definido internamente, que é chegar até ao fim do ano sem derrotas. “Queremos continuar invencíveis até ao máximo possível e o objectivo interno é, até à paragem de Dezembro, nas várias frentes competitivas: campeonato, Taça de Portugal e Liga Europa”, explicou, que espera que os seus jogadores mantenham, na alternância entre as várias competições, os índices de competitividade que já demonstrou.

Deixe-nos a sua opinião sobre este assunto, na parte inferior deste artigo...

“Em Viena, a equipa assumiu um compromisso total com o jogo, que, dada a sua envolvência, era muito importante”, disse André Villas-Boas, destacando a atitude de todos e chamando a atenção para os três golos de Falcao. E acredita que o desgaste de Viena “não se fará sentir na equipa”, que dispõem de “dias suficientes de recuperação”, apesar de “algo machucada” e das baixas anunciadas de Beto e Varela.




O treinador do FC Porto, André Villas-Boas, considerou este sábado de “ridícula” a nota positiva do árbitro Jorge de Sousa no clássico com o Sporting, da 12.ª jornada da Liga portuguesa de futebol.

“Como é que alguém pode ter nota positiva com uma exibição tão má e com influência no resultado. Roça o ridículo. E a pessoa que a atribui devia ter mais bom senso e critério”, defendeu André Villas-Boas.

O treinador falava durante a conferência de imprensa de apresentação do jogo de segunda-feira com o Vitória de Setúbal, no Dragão, referente à 13.ª jornada e para o qual não se sentará no banco por castigo.


André Villas-Boas foi expulso por Jorge de Sousa no clássico de Alvalade, que terminou com um empate 1-1, e foi castigado com 10 dias de suspensão, pelo que falhará o encontro com a formação sadina.

Villas-Boas sustenta que a exibição de Jorge de Sousa “teve influência no resultado” e considera que a pessoa que o avaliou de forma positiva “devia ir para casa, rever o jogo e pensar no que está a fazer”.

A ausência do banco foi minimizada pelo treinador, que não escondeu o seu “desgosto enorme por não participar activamente no jogo”, dentro do rectângulo da área técnica por si usado “para fazer exercício físico”, gracejou.

“Essa responsabilidade [orientar a equipa[ está entregue à minha equipa técnica e sentimo-nos confortáveis. A comunicação é permitida e estamos todos em sintonia para colmatar a minha ausência”, disse.

Faça parte do nosso grupo de apostadores na BetClic, e aposte connosco



Blog Widget by LinkWithin

1 comentários:

aaaaa disse... [Responder a Comentario]

Com calma vamos lá chegar, espero que o campeonato seja nosso.

Dragão campeão

Postar um comentário

Gostou do que encontrou aqui?

Então agradecemos que comente este artigo que acabou de ler, a sua opinião é bastante importante para nós.
Nos comentários dos artigos escreva apenas o que for referente ao tema.