sábado, 22 de janeiro de 2011 | | By: BestOfFutebol

Benfica vs Nacional: 4-2

A distância para o topo da tabela não encurta, mas de sorriso amarelo o Benfica vai cumprindo o papel que lhe resta. O triunfo sobre o Nacional representa uma marca que nem o líder conseguiu, na actual temporada. São sete triunfos consecutivos que simbolizam o melhor Benfica da época, estabilizado sobretudo com o crescimento de Gaitán e o aparecimento deste Salvio, mas também com o regresso de Cardozo e o reaparecimento de Saviola.

Esta é uma fase feliz da equipa de Jorge Jesus, mas a diferença para o líder não permite grandes comemorações. E a intranquilidade apresentada no segundo tempo, permitindo uma reacção do Nacional, não deixa de tirar algum brilho a uma vitória justa.

O Nacional até estava sem perder há quatro jogos, e foi mesmo a primeira equipa a criar perigo na Luz. O irreverente Diego Barcellos aqueceu as mãos de Roberto com um remate traiçoeiro, logo aos três minutos. Só que o Benfica vincou as diferença logo depois, ao conseguir marcar não no primeiro remate, mas na recarga ao mesmo. Salvio furou o caminho para a área (com penalty?), Saviola rematou para defesa de Bracalli e Gaitán festejou (8m).

Em vantagem no marcador, como mais convém ao seu estilo de jogo, o Benfica soltou-se, com Aimar, Salvio e Gaitán muito endiabrados. O camisola 10 esteve também envolvido na jogada do tento inaugural, e ao minuto 20 fez a assistência de Sidnei, na cobrança de um canto.

1ª Parte:


O Nacional só recuperou os bons sinais do início de jogo à beira do intervalo. Danielson esteve muito perto de marcar a um minuto do descanso, mas cabeceou à malha lateral, na sequência de um livre de Skolnik.

Estranha intranquilidade

O golo de Óscar Cardozo, no início da segunda parte (51m), parecia deixar o jogo sentenciado, mas a indefinição no marcador permaneceria até final. O Benfica até permaneceu mais algum tempo instalado na área contrária, a «cheirar» o quarto golo, só que o Nacional, que a dada altura já pouco incomodava, conseguiu marcar de bola parada, por intermédio de Luís Alberto (76m).

2ª Parte:


Estranhamente, o golo intranquilizou a equipa do Benfica. Anselmo surgiu isolado logo de seguida, permitindo a defesa de Roberto, mas o segundo golo apareceria mesmo a cinco minutos do fim, com o avançado português a assistir Mihelic de cabeça.

O nervosismo misturou-se com o frio, na Luz, e só foi afastado a dois minutos do fim, quando Franco Jara, lançado no decorrer do segundo tempo, sentenciou o encontro com o quarto golo do Benfica.

Não perca o Lançamento do Vídeo do Século sobre a Verdade Desportiva da época 2009 / 2010




Destaques Individuais:

Salvio
Cada vez mais seguro de si, cada vez mais decisivo para o (bom) jogo da equipa, cada vez mais difíceis as contas do Benfica para segurar o extremo argentino no final do empréstimo do At. Madrid. Salvio tem crescido com o Benfica, mas os encarnados também cresceram com o jovem atacante. Rápido, decidido, persistente e confiante, conquistou com mérito a titularidade. Mais uma grande exibição de Salvio, sempre em ritmo elevado, mesmo quando o Benfica estava a vencer por três golos.

Saviola e Aimar
Com Saviola e Aimar em bom momento, o Benfica tem (quase) tudo para ser bem sucedido. Fantástica a exibição da dupla argentina na primeira parte, mais comedida na segunda, mas igualmente eficaz no que respeita ao bom jogo dos encarnados. São, claramente, a alma do campeão nacional.

Gaitán
Ainda não conquistou os adeptos, as comparações com Di María persistem, mas Jesus não prescinde dele. E tem bons motivos para o fazer. Marcou o primeiro do Benfica logo aos oito minutos, naquele que foi o seu quarto golo na Liga, mas podia ter marcado mais. Incansável no apoio a Saviola e Cardozo, cada vez melhor o entendimento com Aimar e Salvio.





Jara
Segundo jogo de Jara a marcar, ele que é o único argentino sem espaço na equipa. Entrou a 22 minutos do fim, mas muito a tempo de garantir o golo da tranquilidade, numa altura em que o Nacional pressionava Roberto.

Sidnei
Estreia a titular, primeiro golo na Liga, uma estreia positiva de um central habituado a viver os jogos na tranquilidade do banco. Sidnei foi a aposta de Jorge Jesus na ausência do castigado David Luiz e o central respondeu com uma exibição segura, marcada por alguma ansiedade inicial (perdeu uma bola à entrada do meio-campo que terminaria no remate ao lado de Anselmo, aos 18 minutos). Aos 20 minutos, cabeceou para o segundo do Benfica.

Diego Barcellos
O melhor que o apagado Nacional ofereceu na Luz durante 60 minutos. Apresentou-se com uma grande abertura para Skolnik logo no primeiro minuto, rematou aos três para defesa apertada de Roberto e aos 11 arrancou um cartão amarelo para Maxi Pereira. Um bom início que os companheiros desperdiçaram e que nunca conseguiram acompanhar.

Mihelic
Excelente entrada do médio esloveno a 30 minutos do fim, a estremecer por completo a defesa encarnada. Testou Roberto, que teve de aplicar-se, mas acabou por bater o guarda-redes espanhol a caminho do fim e a conseguir a proeza de relançar o desafio.

Junte-se a nós no Facebook contra o Moralismo e os Fundamentalismos que os vermelhos tanto apregoam...



Texto: maisfutebol

Blog Widget by LinkWithin

9 comentários:

Joao disse... [Responder a Comentario]

E agora Jesus?! Quanto jogos ou meses panhas depois daquela chapada?!.. Alguem faz ideia de quanto pode apanhar?! Ou agora vai ficar tudo em águas de bacalhau e terem a lata de assobiar para o lado e ignorar essa agressão?!..
Agora e que me vou rir à cara podre desse menino, vou vou!!

Álvaro disse... [Responder a Comentario]

Vamos presenciar mais uma vergonha???
Quantos meses de castigo apanha Jorge Jesus?? Fácil, JJ apanha umas palmadinhas nas costas do LVF e ouve de seguida: "Não te preocupes, já está a ser abafado..."

Aí está... como ele reage a um resultado apertado... e depois é o Porto que tem pressão, o JJ não pode perder mais nenhum jogo até ao final e o Porto é que tem pressão...

Mais uma vez, a máquina da vergonha nacional...

Um aparte: no programa Zona Mista, aquele gajo, o João Gobern (não sei se é assim que se escreve), já está a antecipar o trabalho dos benfas para o fim de época... vergonhosas as insinuações dele... deve ser de certeza anti-portista, e quando confrontado diz: "Não foi isso que eu disse".... este país....

Outra coisa, o Dvid Luíz está vendido, podem ter a certeza: contratação de Jardel a somar ás declarações de ontem do Catedrático... não há que enganar... David Luíz já foi...

fernandes disse... [Responder a Comentario]

E venceram! Imaginem se o Nacional tivesse chegado ao empate ou mesmo tivesse vencido o jogo, coitados dos atletas do clube da Madeira!!! Aliás só não empataram graças a um golo incrivelmente perdido do "Endeusado" Anselmo. Este (Anselmo) joga muito mas é contra o F.C.Porto, espero efetivamente que o Nacional jogue assim, bem aberto e franco no Estádio do Dragão na próxima jornada, não venha jogar com autocarros postados na baliza e só um atleta na frente.

Pedro Barbosa disse... [Responder a Comentario]

@ Álvaro, esse Gordobern ontem teve sorte em estar distante...Dizer que ontem não era penalty, comparou os penaltys marcados pelo Hulk com os do Merdoso, enfim, é um claro defensor do regime. Assinem a petição contra a RTPN. é o minimo que podem fazer. É uma vergonha. Quanto ao JJ isto hoje vai ser tudo branqueado ( já está a ser )
A PIDE podia fazer o que quisesse, assim como os membros do regime. Para quem não era desse tempo pode ir assistindo ao que se passa com este REGIME

Sergio disse... [Responder a Comentario]

Aqui vai um comentário que não tem nada que ver com este jogo...

No Rio Ave - Guimarães, o Bruno Paixão (todos sabemos por que clube tem ele Paixão) expulsou 3 jogadores do Rio Ave, para alem do seu treinador.

Alguem sabe contra quem será o próximo jogo do 5LB?

Será?...

Fluvial100 disse... [Responder a Comentario]

JC também deu umas "quecas" na Madalena e foi tudo abafado. Questões familiares, que são insignificantes para o FCPORTO.
Quanto ao barriga de água choca, é só chamar o carro Municipal e mandá-lo para a Etar mais próxima.

Anônimo disse... [Responder a Comentario]

Olá a todos e obrigado pelo trabalho que têm feito em prol da verdadeira "verdade desportiva".

Como todos ficamos a ver o final "empolgante" do jogo, com cenas extra de pugilato... esqueceram-se de mostrar o que se passou aos 78:25 desse mesmo jogo (resultado em 3:1) que como se pode ver no vosso vídeo foi roubado um penalti a favor do Nacional (sobre o Mateus, feito pelo Super Maxi).

Esses senhores da transmissão, nem uma repetição mostraram... será que conseguem ampliar a imagem e mostar melhor o que aconteceu para que todos os "gordos" deste mundo possam ver o que são penalties por assinalar que afectam resultados dos jogos???

Abraço,
PG

André disse... [Responder a Comentario]

Será que ninguem ve o fora-de-jogo no primeiro golo do benfica???? revejam o golo e ha uma repetiçao que da para ver claramente. Se tantas vezes mostraram a repetiçao do penalty do Hulk porque nao o fizeram com estes gajos????

Álvaro disse... [Responder a Comentario]

André, o fora de jogo existe é visível, mas tem pouca relevância.
O árbitro já tinha errado em não marcar o penalty pois não pode haver a aplicação da lei da vantagem no penalty.
E acho que nem foi bem o árbitro a errar. O fiscal de linha está muito bem colocado para ver o penaltu e também o fora de jogo.

Na minha opinião, mais vale errar uma vez do que duas (mas melhor é não errar nenhuma).
Neste caso, ainda bem que não marcou o fora-de-jogo pois aí ainda se vitimavam mais do que já o fizeram até hoje.

Postar um comentário

Gostou do que encontrou aqui?

Então agradecemos que comente este artigo que acabou de ler, a sua opinião é bastante importante para nós.
Nos comentários dos artigos escreva apenas o que for referente ao tema.