sexta-feira, 14 de janeiro de 2011 | | By: BestOfFutebol

Antevisão: Porto vs Naval

Na conferência de imprensa de antevisão da recepção à Naval (16.ª jornada da Liga), o treinador André Villas-Boas fez um balanço do percurso do FC Porto nesta época e pediu a confiança e apoio dos adeptos para o futuro. O próximo desafio é já no domingo, às 18h, frente a uma equipa agressiva e motivada pela mudança no comando técnico.

Adversário agressivo
«Sem qualquer tipo de crítica ao trabalho do Fernando Mira, se encontrarmos a Naval que vimos em Guimarães será uma Naval completamente diferente. Digo isso não só pela forma agressiva como se apresentou, em termos defensivos e ofensivos, mas também pela motivação que demonstrou, tendo em conta que era uma equipa que estava condenada desde cedo. Encontrou finalmente a sua motivação e ambiciona fugir à despromoção. No ano passado, por esta altura, o Belenenses era mais do que último, mas acabou por terminar à frente do Leixões e, se não fossem alguns resultados, não era impossível que se tivesse salvo. Enquadro a Naval neste espírito, está mais do que a tempo de evitar a despromoção. Ganhou em Guimarães com dez elementos, num campo difícil, com grande empenho e uma nova motivação e organização. Foi o primeiro relance que tivemos desta nova Naval, mas é nessa equipa que quero acreditar e é sobre ela que vamos trabalhar.»

Exigência elevada
«Nós é que criámos um patamar exibicional elevado e que os adeptos, com maior ou menor legitimidade, querem cobrar. Se a ideia dos adeptos for ver resultados volumosos a acontecerem continuamente, aviso desde já que isso não vai acontecer. Todos os jogos são difíceis, os adversários estudam-nos – o que obriga a novas adaptações – e temos um calendário complicado. Se estão à espera de ópera, de 5-0 em todos os jogos, é melhor partirem para outra, não se chatearem muito. Precisamos de motivação, de quem nos defenda e apoie 90 minutos, de quem goste do espectáculo, da serie de vitórias e do que este grupo está a construir.»



Respeitar o imprevisível
«Falhámos na Taça de Liga, em que precisamos de uma série de resultados, mas ainda vamos a tempo de recuperar. A equipa está consolidada em termos de processos, mas pode chocar com fortes organizações, que a levem a ter resultados mais ou menos expressivos. Qualquer inversão de qualquer campeonato pode acontecer. O nosso momento negativo pode chegar. Tivemos uma série de bons resultados, podemos ter uma série de maus. Os nossos adversários passaram por essa série negativa no início da época e o que se passou depois foi a consolidação dos mesmos. Temos de respeitar o imprevisível e reduzir ao máximo as hipóteses de quem nos persegue.»

Calendário intenso
«O FC Porto é uma equipa habituada a ganhar, é claramente a melhor equipa portuguesa da actualidade e luta para o ser também na estatística histórica. Num ano em que nos faltou o título, temos de ver que houve um Benfica que cresceu, que ficou diferente e coerente. Não ameaçou o título nos últimos anos como o fez na época passada e como ameaça agora. Seguem-se semanas intensas para o FC Porto, olhando para o calendário. Janeiro e Fevereiro são meses muito complicados para nós. O FC Porto é uma equipa de topo, que está habituada a jogar a meio da semana, e penso que estaremos preparados. Ainda podemos ter uma palavra a dizer na Taça da Liga e nas outras competições.»

Paixão pelo clube
«Ambicionei esta posição de uma forma louca, cega. É o clube que defendo, onde cresci. Qualquer adepto de qualquer clube que esteja aqui presente sabe o que sente pelo seu emblema e eu, na posição em que estou, faço-o com o mesmo fervor. Esta é a posição máxima que ambicionei. Tive acesso a ela numa fase prematura da carreira, mas com plena consciência de que não vinha por brincadeira e de que era suficientemente competente para manter o clube na rota do sucesso.»





Blog Widget by LinkWithin

2 comentários:

Álvaro disse... [Responder a Comentario]

Grande, grande AVB. Por acaso vi a conferência de imprensa em directo na RTPN, mas que baile deu aos jornalistas a tentar destabilizar, mas que baile...

Como é bom ter um treinador portista.
Quanto ao jogo, é para ganhar como é óbvio.

BestOfFutebol disse... [Responder a Comentario]

Realmente... Foi uma das muitas e boas, conferencias de Imprensa que o André nos tem proporcionado.

Sobre o que ele fala, penso que tem toda a razão, alias, acho que nunca escrevi aqui sobre isso, mas qualquer dia vai ser dia, mas tenho falado muito nisso.

Naquilo que entendo ser um "defeito" da massa adepta do FCP tem memoria curta, exige muito (o que é bom) mas depois não sabe ser grata por aquilo que quem passa por o nosso clube faz... Esquece facilmente e pior que esquecer começa logo a falar mal...

A gratidão é uma qualidade que cada vez se ve menos e que se deveria ver mais... O Reconhecimento é algo que só nos trás grandiosidade...

Postar um comentário

Gostou do que encontrou aqui?

Então agradecemos que comente este artigo que acabou de ler, a sua opinião é bastante importante para nós.
Nos comentários dos artigos escreva apenas o que for referente ao tema.