segunda-feira, 6 de dezembro de 2010 | | By: BestOfFutebol

Porto vs Setubal 1-0 (13ª Jornada)


A meteorologia confirmava: mais uma vez o FC Porto entrava em campo com a companhia dum temporal, esta equipa este ano já jogou sobre um verdadeiro campo de "batatas" em Coimbra, numa pista de gelo, em Viena, e agora sob chuva intensa.

O FC Porto entrou em campo privado de vários titulares, com o próprio Villas-Boas a ficar de fora devido à expulsão no jogo com o Sporting, Vítor Pereira, o treinador adjunto fez alinhar Otamendi em vez de Maicon, Cristian Rodriguez substituiu o lesionado Varela, Guarín fez de novo a posição de Fernando, Emídio Rafael entrou para a esquerda para o lugar de Álvaro Pereira e por fim, por opção Fucile entrou para a direita, posição que normalmente pertence a Sapunaro.

Quanto ao Setúbal, entrou em campo com as suas habituais pedras titulares numa equipa bem comandada por Manuel Fernandes, onde se incluem alguns nomes de jogadores bastante experientes como Hugo Leal, Cláudio Pitbull, Neca, Ricardo Silva.

O jogo marcado para as 19:45 arrancou frio por parte das duas equipas, notava-se sobretudo algum receio e muito respeito por parte do Setúbal ao passo que, por parte da equipa portista via-se alguma lentidão de processos, a equipa entrou para controlar mas devagarinho e a verdade é que aos 8 min só a verdadeira inspiração do guardião brasileiro Diego evitou os Dragões ficassem em vantagem, numa sequência de três lances rápidos, primeiro o remate de Fucile, depois a recarga de Rodriguez e por fim um remate potentissimo de fora da área de Guarín aos quais Diego respondeu com três grandes defesas.

O jogo corria de feição ao FC Porto, o Setúbal não avançava e a equipa Portista também não se chateava muito, a verdade é que foi a única equipa a querer ganhar na primeira parte.

Aos 29 min, mais uma grande defesa de Diego, João Moutinho que ainda procura o primeiro golo com a camisola Portista faz um espectacular remate de fora da área ao qual o Brasileiro volta a responder com um excelente defesa, por esta altura, só o guardião Setubalense permitia o nulo no resultado.

Dez minutos depois, novo perigo para a baliza do Setúbal, desta forma é Belluschi que ao cobrar um livre perigo envia a bola à barra, que desta forma viria a adiar o golo do Porto, que surgiu aos 44 min, cruzamento de Hulk na esquerda, Falcao cai na área depois de um suposto empurrão de Collin, na conversão, Hulk não falha e põem o FC Porto em vantagem. O intervalo chegaria minutos depois.


Manuel Fernandes substitui Bruno Gallo por Zeca enquanto o FC Porto mantém a sua formação inicial e a segunda parte ameaçava se tornar apenas uma "continuação" da primeira, mas o facto é que a substituição surtiu o efeito desejado e a equipa Setubalense entrou revigorada, assustando logo a equipa Portista foi aos 48min, num lance em que Zeca se isola e a defesa Portista fica a reclamar fora-de-jogo.

O Setúbal crescia mais um pouco, ao passe que os jogadores Portistas tentavam aproveitar os maiores espaços que o avanço da equipa Setubalense proporcionava.
Decorriam os 67 min quando Jorge Fucile discute um lance com o atacante da equipa do Sado, fazendo um corte limpo, ao qual o árbitro erradamente mostra a cartolina amarela para o Uruguaio do FC Porto, mas é três minutos depois que chega a grande oportunidade do jogo para o Setúbal, nova correria de Zeca que volta a isolar-se com perigo ficando praticamente de frente com Helton, Rolando vindo de trás faz-se ao lance e acaba por evitar que o remate do ex-Casapiano encontra-se a baliza como seu destino.

Os vinte minutos finais caracteriza-se por um maior ascendente no jogo da equipa dos Dragões que tentaram retomar as rédeas de um jogo que se ameaçava cada vez mais perigoso, pelo meio Emídio Rafael sai para dar lugar a Sapunaru e Falcao sai para dar mais minutos a Walter, o Setúbal começava a acreditar que podia fazer uma gracinha no Dragão e o resultado mantinha-se em suspenso pronto para qualquer alteração.


Para o último minuto da partida estava guardado mais um lance polémico, Fucile começa a agarrar o avançado Jailson que cai dentro da área, aqui o árbitro Helmano Santos tem dois erros: Dá amarelo a Otamendi, que não foi o autor da falta, marcando penaltie, quando a existir falta seria livre para a equipa de Setúbal, na marcação, o próprio Jailson marca a primeira vez, a bola entra na baliza dos Dragões mas não é válido porque o árbitro não tinha apitado, à segunda, Jailson remata forte por cima da barra, neste lance, a equipa Sadina perdeu a sua última oportunidade para empatar o jogo, que viria a acabar poucos minutos depois com mais uma vitória Portista.

CONCLUSÃO:
Foi um jogo que acompanhou o tempo: Frio, com pouca emoção, com muitos passes errados de ambas as partes e quando o futebol é fraquinho, as atenções viram-se para outros protagonistas: O Árbitro!

E a verdade é que Elmano Santos fez bem por isso: Dois penalties muito, muito duvidosos para ambas as partes sendo que só não deu empate por inércia do atacante do Setúbal, um cartão amarelo a Fucile injusto e alguns lances mal ajuizados...
Fica a pergunta....nestes casos o próprio árbitro não ficaria beneficiado se tivesse à sua disposição um video para poder rever estes lances?

HOMEM DO JOGO:

Diego! O guardião Setubalense nos primeiros vinte minutos de jogo foi responsável pelo retardamento do golo do Porto, com algumas defesas espectaculares que seguramente impediram o Porto de ter um resultado dilatado.

Texto: Hugo Pinto (BestOfFutebol)


Vítor Pereira:
«A presença do líder é sempre importante. As coisas tornaram-se mais emocionais e nessas circunstâncias os jogadores ouvem pouco. Se o André estivesse no banco dificilmente seria ouvido nestas condições. Estou aqui para servir o clube e quero desfrutar da qualidade que me rodeia. Sinto-me no meu mundo.»



«Pusemos o Rúben para termos mais posse de bola. Optámos por ele na altura em que o Rodríguez se lesionou. O Emídio Rafael saiu porque começou a sentir dificuldades, pois não tem jogado com regularidade. Daí a entrada do Sapunaru.»


Manuel Fernandes:

«Sabia que se o F.C. Porto não marcasse cedo podia ressentir-se na segunda parte, em virtude do grande esforço de Viena. Fui avançado e sou fã do Falcao e do Hulk. Um dia vão jogar num dos gigantes da Europa. Sofremos um golo quando não esperávamos. Não sei se o senhor Elmano Santos tem algo contra o Vitória. Ele não podia ter marcado um penalty daqueles.»



«Arrisquei tudo e acabei com quatro avançados. Não é qualquer um que faz isso. Depois falhámos um penalty no fim. O árbitro disse que não tinha apitado. Foi pena o Jaílson ter-se precipitado.»

«Enervámos o Porto até ao último minutos e foi pena o penalty não ter entrado. Hoje o Porto não esteve tão bem, mas é a melhor equipa portuguesa. Isso dá-me ainda mais moral, pois conseguimos contrariar os melhores.»


Guarín:
«A condição física pode não ser a melhor, mas isso não justifica o facto de não termos jogado o nosso futebol, o futebol que temos demonstrado. Estamos cansados, mas podíamos ter feito mais. Já tivemos outros jogos difíceis, temos sempre de respeitar os adversários. Não foi fácil, foi um jogo complicado, sobretudo no final, mas o mais importante é que vencemos. O importante é manter esta distância e continuarmos com as nossas vitórias.»



Sobre a polémica em torno da arbitragem: «Eu respeito sempre as decisões do árbitro, são decisões tomadas em segundos. Deixo as considerações para os jornalistas.»

Faça parte do nosso grupo de apostadores na BetClic, e aposte connosco


Blog Widget by LinkWithin

3 comentários:

ultrafcporto disse... [Responder a Comentario]

Caros amigos, hoje o jogo não foi tão bonito como o habitual, e por pouco não víamos dois pontos a desaparecer. A arbitragem também não ajudou, foi uma autêntica aberração. O que mais me chateia no meio disto tudo, é que vou ter que aturar durante a semana algumas galinhas, dizendo que fomos levados ao colo por Elmano Santos, e que é a fruta etc… Nós é que levamos com eles foda***
Cumprimentos,
ultrasfcportomatosinhos

... disse... [Responder a Comentario]

este blog é uma autentica palhaçada lol...
entao o penalty do setubal nao era penalty? k lol nota-se perfeitamente k nao teem conhecimento das regras. a falta ja nao é assinalada kdo começa meus caros!... mas sim kuando o arbitro apita.logo burro foi o fucile estar sempre a agarrar. segundo. kdo começa ja os jogadores estao em cima da linha logo seria penalty na mesma segundo as vossas regras. na conclusao k voces dao ao jogo é o mega rir. "amarelo mal mostrado ao fucile".. meus amigos o grande erro nao é esse amarelo, o grande erro é o segundo ser mostrado ao otamendi. E digo mais o setúbal se kizer pode protestar o jogo, consoante o relatorio do arbitro. pois se constar no relatorio que otamendi levou amarelo por falta sobre o jogador setubalense, ha assim nesse ponto uma falha passivel de repetiçao do jogo por erro técnico.

Valentim Oliveira disse... [Responder a Comentario]

Cuidado"" muitas asneiras vão ser feitas até ao ultimo jogo do campeonato.Os arbitos tem que estudar um pouco mais, porque neste jogo o homem do apito fez duas grandes besteiras ao assinalar dois panaltes erradamente.

Postar um comentário

Gostou do que encontrou aqui?

Então agradecemos que comente este artigo que acabou de ler, a sua opinião é bastante importante para nós.
Nos comentários dos artigos escreva apenas o que for referente ao tema.