domingo, 14 de novembro de 2010 | | By: BestOfFutebol

Porto vs Portimonense: 2-0

Depois da vitória do SLB em frente à naval, o FCPorto estava obrigado a ganhar no Dragão frente a um Portimonense que começou atrevido frente ao líder destacado do campeonato.A equipa de Villas-Boas começou a partida sem alguns dos habituais titulares, Moutinho ficou de fora a cumprir castigo devido ao 5º amarelo no jogo contra o Benfica, Fernando e Falcao devido a lesão e por fim, Sapunaru e Maicon por opção, alinhado por sua vez Otamendi, Fucille, Guarín, Ruben Micael e na frente Walter.

O jogo inicia-se com um FC Porto atacante e a mandar no jogo, mas um pouco lento frente a um Portimonense bem colocado defensivamente e a tentar não dar muitos espaços aos atacantes Portistas, dando por sua vez liberdade aos alas Ivanildo (Ex-FCP) e Candeias, para explorar o contra ataque, e logo aos 3m, Walter tem a primeira grande oportunidade para inaugurar o marcador para o FC Porto.

O jogo seguia algo morno, com muitas paragens provocado pelo péssimo hábito dos árbitros Portugueses em marcar falta a qualquer contacto inexistente e é aos 14m que o Portimonense através de um remate do ex-Sportinguista Pedro Silva tem oportunidade de inaugurar o marcador , a bola ainda embate em Jumisse antes de sair para fora da linha de fundo.


O jogo corria algo morno, mas um FCP com sinal mais, num Portimonense que não acusava pressão de estar a jogar num Dragão com uma boa casa, entrando com a missão de retardar o mais possível o golo do Porto e estava a consegui-lo, enquanto o Porto tentava, primeiro por Belluschi (18m), que num remate em jeito de fora da área envia a bola a rasar o poste direito da baliza de ventura e depois aos 22, na sequência de um canto Otamendi cabeceia e Ricardo Pessoa surge encostado ao poste e tira a bola em cima da linha de golo, cheirava a golo para os lados do Dragão e não iria demorar muito.

Oito minutos depois, expulsão de alegria do público Portista, passe de Guarín, Walter faz a tabelinha com Ruben Micael e finaliza em jeito, grande golo na estreia a titular do Brasileiro com a camisola do FC Porto para o campeonato Português.
Nesta noite chuvosa no Porto, o jogo parecia acompanhar em certa parte as condições climatéricas, aos 38m, nova lesão no FC Porto, desta forma Varela, que estava a fazer uma exibição Q.B., dá lugar a Cristian Rodriguez e o jogo permaneceu assim até ao intervalo, luta para um lado, luta para o outro, poucos lances de perigo para registos de crónica de fim de jogo.


Visite o site do Patrocinador deste artigo, e descubra todos os Programas Nutricionais, que o vão ajudar no seu dia a dia. Aqui

A segunda parte começou com um dado novo: O Portimonense veio do balneário com a vontade de fazer pela vida e começou em cima do FC Porto que me pareceu um pouco surpreendido com esta atitude da equipa de Portimão.

Uma sequência de remates e ataques especialmente pela ala de Ivanildo podiam ter dado o empate ao Portimonense, aos 52m, Rolando é surpreendido pelo físico de Kadi, que faz um remate de recurso em direcção à baliza de Helton, um minuto depois, surge o lance mais perigoso do Portimonense em todo jogo: Livre descaído à direita, Ivanildo dispara forte e a bola vai à barra, Helton chegou uns segundos atrasado, o suficiente para deixar o FC Porto com suores frios.



E basicamente foi isto que se passou, aos 54m o FC Porto tomou conta do jogo para depois controlar até ao final, pelo meio ainda houveram duas substituições, de Ukra e Castro que renderam Walter e Ruben Micael, que ajudaram a dar mais segurança ao meio campo do Porto, enquanto a equipa Algarvia também deixou de tentar uma surpresa, muito possivelmente devido também ao cansaço e à exigência física extra que a chuva e o próprio jogo do Porto exerciam.


Visite o site do Patrocinador deste artigo, e descubra todos os Programas Nutricionais, que o vão ajudar no seu dia a dia. Aqui

Mesmo no final, decorridos os 89m quando Hulk faz o passe para o interior da área do Portimonense, Rodriguez recebe e ao fazer a rotação é literalmente "ceifado" pelo defesa da equipa Algarvia, penalti que Hulk converteu fazendo o 2-0, resultado final num jogo fraquinho para quem vive a emoção do Futebol, mas que mantém a distância entre o primeiro e o segundo classificado da Liga e que deixa mais uma vez a pergunta no ar: Será alguma equipa Portuguesa capaz de ganhar a este FC Porto?

HOMEM DO JOGO:
Antes de mais, felicito-me de não ter de nomear Hulk outra vez como homem do jogo, senão estaria a tornar-me repetitivo, desta vez, a minha nomeação vai para: Walter! O brasileiro fez a sua estreia pela camisola do FCPorto e além de ter feito um golo, ainda fez alguns remates perigosos e mostrou bom entrosamento com uma equipa onde ainda não teve muitas oportunidades de jogar, um bom apontamento para o futuro!





Texto: Hugo Pinto (BestOfFutebol)

Não deixem de Não deixem de ver o Repto que o BestOfFutebol faz a todos os adeptos, Clique Aqui

Visite-nos também no Facebook





Blog Widget by LinkWithin

5 comentários:

Anônimo disse... [Responder a Comentario]

LOLOLOLO
''Rodriguez recebe e ao fazer a rotação é literalmente "ceifado" pelo defesa da equipa Algarvia''

ultrafcporto disse... [Responder a Comentario]

Caros portistas,
Sem dúvida que tivemos algumas dificuldades, mas acho que o FCP deu a volta a todas elas, e quando teve as oportunidades soube aproveita-las e facturou mais 3 pontos objectivo cumprido, venha o próximo.
Cumprimentos,
Ultrasfcportomatosinhos

BestOfFutebol disse... [Responder a Comentario]

Sinceramente, esta e a vitoria em Coimbra, foram as vitorias que mais sabor tiveram, desde o inicio do campeonato.

É lógico que as duas vitorias com o Benfica deram muita alegria, pelos motivos lógicos.

Mas estas duas, a de Coimbra por causa do estado do relvado que era praticamente impraticável, e por ser o jogo antes do clássico, e esta de hoje por ter sido o jogo em que o Porto jogou menos, têm um sabor fantástico. Porque todos que andamos no futebol há mais tempo e estamos atentos, sabemos que é com estas vitorias que se fazem os campeões...

Os Campeões não se fazem apenas nos grandes jogos e com as grandes exibições, fazem-se também com a ponta de sorte, naqueles jogos que não jogam no ponto alto e conseguem ganhar...

Com isto não quero dizer que o Porto não mereceu ganhar, porque foi sem sombra de duvidas a melhor equipa em campo, e com as melhores oportunidades de golo...
Apenas não foi aquele grande porto que nos tem habituado, mas também compreendemos que foi praticamente com uma segunda equipa, porque faltaram jogadores em todos os sectores...

Abraços Desportistas
R.A

Hugo Pinto disse... [Responder a Comentario]

@Anônimo

Sim Caro "Anônimo", Rodriguez foi literalmente ceifado...ou o efeito Manada não lhe permite ver isso?

De qualquer das formas o Porto não precisava daquele penaltie para vencer o jogo, visto que dificilmente o Portimonense fazia alguma coisa já depois do minuto 90...mas deixe-me dizer que a semana passada andou muito caladinho...já se recuperou dos 5?

Cumprimentos

Dragaopentacampeao disse... [Responder a Comentario]

Foi realmente uma exibição muito apagada, aquela que os atletas portistas ofereceram à boa assistência presente (mais de 40.000 é obra!), para assistir a um jogo contra um dos últimos classificados.

Villas-Boas, apesar das suas claras mensagens para o grupo de trabalho, não conseguiu evitar um relativo relaxamento, que a vantagem pontual, sempre provoca no espírito da equipa.

Ainda que as ausências de peso fossem consideráveis, a categoria dos jogadores utilizados exigia outra performance.

Destaques positivos:

O belo golo de Walter;
A manutenção dos dez pontos de vantagem;
O 11º golo de Hulk em 11 jogos do campeonato;
A décima vitória em 11 jornadas;
O 28º jogo consecutivo sem experimentar o amargo sabor da derrota.

Viva o FC Porto!

Um abraço

Postar um comentário

Gostou do que encontrou aqui?

Então agradecemos que comente este artigo que acabou de ler, a sua opinião é bastante importante para nós.
Nos comentários dos artigos escreva apenas o que for referente ao tema.