quarta-feira, 1 de dezembro de 2010 | | By: BestOfFutebol

Antevisão: Rapid Viena vs Porto

O treinador do FC Porto quer garantir o “mais depressa possível” o primeiro lugar do Grupo L da Liga Europa e espera consegui-lo já na quinta-feira, em Viena, após o jogo com o Rapid.

Na antevisão ao jogo da quinta jornada, já em Viena, Villas-Boas disse que o FC Porto quer estar mais “confortável na partida com o CSKA de Sofia”, no Dragão, a 15 de Dezembro, encontro que fecha a fase de grupos.

Já apurado para os 16 avos-de-final, o FC Porto soma dez pontos, mais três do que os turcos do Besiktas e sete do que Rapid e CSKA. “É um jogo importante, porque queremos garantir o primeiro lugar neste grupo o mais depressa possível. Temos esse objectivo em mente”, disse.

Suspenso por um jogo na Liga portuguesa, na sequência da expulsão no Estádio de Alvalade, André Villas-Boas disse que continuará a ficar surpreendido sempre que for castigado, pois dirige-se “aos árbitros de forma educada”.


Sobre a ausência do brasileiro Walter - convocado, mas que não seguiu viagem para a Áustria -, Villas-Boas disse ter-se tratado de uma “opção técnica”.

Ruben Micael, apontado ao “onze” inicial, disse não temer a neve e o frio que assinalam o quotidiano de Viena, até porque o FC Porto “já mostrou ser capaz de bons jogos, mesmo em más condições”, como aconteceu em Coimbra, para a Liga.


O encontro entre o FC Porto e o Rapid de Viena disputa-se a partir das 18h00 (SP-TV1) no Estádio Ernst Happel, em Viena, “palco” do triunfo portista na final da Taça dos Campeões Europeus, em 1987, então com a denominação de Estádio do Prater.

Peter Pacult (Treinador Rapid Viena):
Em conferência de imprensa, Peter Pacult considera que a equipa portista pode ter sido surpreendida pela neve que cobre Viena, mas salienta a qualidade do adversário. «Talvez tenham ficado surpreendidos ao chegarem de avião e verem a neve. Mas esta equipa é um mini-Barcelona, uma equipa tão forte que não se desmazela com as condições externas. Nem são arrogantes, são uma força profissional», elogia o técnico do Rapid.




Na quinta-feira, o F.C. Porto joga no reduto do Rapid de Viena. À sua espera, um Estádio Ernst-Happel com 50 mil nas bancadas. «Por um lado, queremos apresentar a nossa melhor equipa perante os nossos adeptos. Por outro, sabemos que temos no domingo um jogo contra o líder do campeonato da Áustria», explica o treinador visitado, Peter Pacult, em declarações reproduzidas pelo site derstandard.at.

Faça parte do nosso grupo de apostadores na BetClic, e aposte connosco



João Pinto:
O histórico capitão do FC Porto João Pinto foi um dos elementos que esta manhã partiu para Viena, onde acompanhará o jogo com o Rapid, revisitando memórias da fabulosa primeira conquista dos azuis e brancos da Taça dos Campeões Europeus, graças a uma vitória por 2-1 sobre o poderoso Bayern Munique.



Questionado sobre o facto de nunca ter largado o troféu, aquele que chegou a ser considerado o melhor lateral-direito do mundo explicou: «Passaram-se estes anos todos e se não tivesse feito isso não aparecia nas fotografias. Ainda esta semana apareceu uma foto num jornal desportivo e lá estava eu em destaque. Foi como o primeiro brinquedo que o meu pai me deu. Já se passaram 23 anos, as emoções são muitas e esta iniciativa do FC Porto permite recordar-nos tudo isso.»



Artur Jorge:
O treinador Artur Jorge, campeão europeu ao serviço do FC Porto em 1987, também marcou presença na comitiva ‘heróis de Viena’ que partiu para a capital austríaca esta manhã e falou não só sobre a mítica final que deu a primeira Taça dos Campeões Europeus aos dragões, como também do presente.

«Ainda bem que estamos a recordar isto hoje, porque foi sem dúvida uma grande vitória que o FC Porto conquistou sobre o Bayern de Munique», afirmou o histórico treinador, tendo ainda acrescentado: «Os jogadores acreditaram que era possível vencer e a verdade é que ganharam.»

Sobre o momento actual dos dragões, Artur Jorge elogiou o conjunto comandado por André Villas Boas: «O FC Porto tem, uma vez mais, uma grande equipa e está a conquistar vitórias muito importantes tanto a nível nacional como internacional.»



Blog Widget by LinkWithin

1 comentários:

ultrafcporto disse... [Responder a Comentario]

Meus amigos portistas nem tudo foi fácil algumas contrariedades iniciais, mas quem tem Falcão tem tudo, valeu pela luta no terreno, ganhou quem mereceu sem qualquer sombra de dúvida. Apenas um reparo negativo no mau entendimento que Otamendi tem com Helton, claramente e urgentemente a necessitarem de aprender a falar porto guês, seus totós.

Cumprimentos,
ultrasfcportomatosinhos

Postar um comentário

Gostou do que encontrou aqui?

Então agradecemos que comente este artigo que acabou de ler, a sua opinião é bastante importante para nós.
Nos comentários dos artigos escreva apenas o que for referente ao tema.